Nova ação contra a Cassi pede que plano custeie cirurgia uterina para segurada

Operadora negara microcirurgia sob alegação de que essa não estaria prevista em contrato. Ação aguarda julgamento na 10ª Vara Cível do Recife.


A Aduseps ingressou com mais uma ação, esta semana, contra a Caixa de Assistência dos Funcionários do Bando do Brasil (Cassi). O motivo, dessa vez, é a negativa de cobertura, por parte da operadora, de um procedimento cirúrgico em favor de uma segurada com complicações no útero. O pedido junto ao Judiciário é para que o plano cubra todos os procedimentos indicados pela médica que acompanha a paciente para melhoria da qualidade de vida desta. A ação, protocolada na última quarta-feira (09), aguarda julgamento na 10ª Vara Cível do Recife.


Usuária do plano e quite com as suas mensalidades, a paciente teve negada, pela Cassi, a cobertura de uma histerescopia cirúrgica (cirurgia no útero) para colocação de um DIU (Dispositivo Intrauterino) hormonal, indicada pela sua médica para tratamento de algumas alterações que a paciente possui em seu ciclo menstrual. O procedimento, conforme laudo, é o mais indicado para o quadro clínico da segurada, uma vez que é bem menos invasivo, por exemplo, do que uma histerectomia (retirada do útero), além de não privá-la de uma nova gestação, caso deseje.


Mesmo diante da comprovação médica acerca da necessidade da cirurgia, a Cassi negou autorização, alegando ausência de cobertura contratual, razão pela qual a segurada recorreu à Aduseps e ingressou com ação na Justiça.


Na ação, a Aduseps pede que a operadora seja obrigada a custear todo o procedimento, conforme indicação médica, bem como todos os materiais necessários à sua realização.

104 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Rua Henrique Dias, 145, Boa Vista, Recife/PE - CEP: 50.070-140
(81) 3423-0540 / 3139-8501
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube